sábado, 25 de maio de 2013

O Mundo das Corridas Está Crescendo, Mas os Bons Eventos Estão Acabando...


Por Daniel X.

A moda das corridas de rua parece estar a todo vapor. Eventos tem tentado atrair os atletas com "mimos" (quem gosta de mimo é bebê...), atrações musicais, e outras, que tem tornado as corridas de rua mais uma atração circense do que um evento esportivo. A cada dia, mais provas aparecem em BH e região, mas qualidade mesmo que é bom, nada.

Foto: Agência i7
Por outro lado, boas provas que já se tornaram referência na região, estão sumindo gradativamente e, parece que os corredores da região não tem se manifestado muito a respeito.
Em dezembro de 2012, a ACORD - Associação dos Corredores de Rua de Divinópolis, anunciou o fim do O Circuito CDC (Conheça Divinópolis Correndo), através de "Informativo Especial" que foi postado aqui no blog. Com falta de apoio, e muitas vezes tendo que tirar do próprio bolso, a ACORD decidiu não dar continuidade ao circuito, que  contava com uma corrida em cada mês do ano, sendo realizados em lugares diferentes da cidade e com o valor de inscrição simbólico.
Circuito CDC - Divinópolis 2012 

Em  janeiro deste ano, BH já ficou sem cinco bons eventos da Iguana Sports,  devido à uma "medida temporária" da empresa.
Circuito Athenas 2010, Circuito Athenas 2011, Golden 4 Asics 2012
  

A Maratona Linha Verde também não aconteceu na data prevista e, até o momento parece não haver previsão se voltará a acontecer.
Meia Maratona Linha Verde 2010

Minha última postagem no blog foi a respeito do suposto fim da Corrida joão César/Contagem - MG, devido à saída do antigo organizador. Um leitor do blog citou que a partir de agora a prova seria "tratada com fins comerciais". Isso é uma coisa que ainda não tinha refletido. Mas pensando bem, para quê a prefeitura vai pagar 15 mil em premiação (que sai do próprio bolso do povo), se podem é passar a cobrar pela corrida?...
Corrida João César/Contagem-MG 2012

Lembro que, em em 2011 o mesmo organizador da João César, fez  um circuito de corridas gratuitas em Contagem, que não teve continuidade. Em uma das etapas, ele não pôde comparecer e a secretaria de esportes simplesmente cancelou a prova sem avisar nada a ninguém. Ou seja, parece que a base de toda secretaria girava em torno de um só homem.

Em BH e região já estamos ficando sem opção de (bons) eventos. Embora já tenham se tornado tradição na cidade, provas como as Corridas da ALMG, TJMG e Carteiro, são uma verdadeira incógnita, pois, como são corridas que geralmente abrem suas inscrições mais em cima da hora, nunca podemos contar com as mesmas em nosso calendário, como foi o caso do C. do Carteiro, que não aconteceu na cidade em 2011.

Corrida da ALMG 2010, Corrida do TJMG 2010, e Corrida do Carteiro 2012

Muitas vezes, os próprios "atletas" dificultam a realização do evento, como em 2011, onde as inscrições para a Corrida do TJMG se esgotaram no mesmo dia, porém, nem cem corredores compareceram no dia da prova. Talvez muita gente só quisesse mesmo o kit. Mas o fato é que, muita gente que queria realmente correr ficou de fora devido a este fato. A atitude foi praticamente um boicote ao evento por parte de corredores que, apenas fizeram inscrição e não compareceram. Tive receio de que o mesmo não voltasse a acontecer em 2012.
Talvez por ter inscrição gratuita, a prova não tenha sido valorizada naquela ocasião. Talvez as pessoas estejam mesmo é querendo pagar caro. Talvez os próprios "atletas" estejam transformando as corridas de rua em algo meramente comercial e descartável. ..

Enquanto a quantidade de eventos aumenta "dinossauricamente" pelo país afora, a qualidade e compromisso de alguns eventos/organizadores também vem caído "vialácteamente". Interessante é que, parece que quanto mais caro o evento, mais frustração tem trazido ao público. Diga-se que levou cano na Hero Cross...

Nas últimas semanas tenho acompanhado o blog do amigo Fábio Namiuti, que em 2013 passou a trocar os eventos por treinos com os amigos.
Semanas atrás, já havia lido em uma matéria do site Papo de Esteira (não me lembro qual), onde uma leitora disse que, há muito tempo já trocou os eventos por treinos com os amigos.
Em 2012 o amigo, Eduardo carvalho, já havia cogitado essa possibilidade, e parece que essa vai ser mesmo a tendência da qual vou seguir .

Tenho pensado a respeito e, ao invés de continuar nessa caminhada em que parece não haver luz no fim do túnel, vou mudar de percurso, literalmente.
Medalha? Camisa? Hidrotônico? "Mimos"? Tudo isso já está a venda na loja mais próxima...
Imagens:Google

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Na minha opinião, corrida gratuita tem que ter apenas numeral de peito e chip. Se tiver camiseta, que seja uma bem simples.

    As corridas da Prefeitura de Curitiba a partir deste ano são gratuitas. Ano passado custavam 10 reais. E sempre lotam. Tem premiação em dinheiro, o que atrai excelentes corredores.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não cheguei ao ponto de trocar as corridas pelos treinos. Quero ir em algumas corridas. Mas só vou me esforçar e pagar caro se valer a pena. Exemplo: as corridas da série K21 valem a pena. Dá pra ver que é difícil de organizar. Meias maratonas e maratonas aferidas também me interessam. Mesmo provas de 10K aferidas com bom percurso me interessam.

    Já provas com apenas festa (Adidas e Fila Night Run) não me interessam. Posso até fazer, mas não são prioridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assino em baixo. Destas últimas q Vc citou, a possibilidade de eu vir a participar é muito remota.

      Excluir
  3. Márcia Cristina Andrade26 de maio de 2013 12:13

    Na minha opinião deveria ser um projeto social; as inscrições deveriam ser mais baratos ,afinal patrocinadores é que não faltam neste mercado de alimentação saudável , etc....Hoje ando selecionando muito ,não são todas que faço estou optando por corridas que tenham um diferencial ou partindo para conhecer outros estados. A corrida do SESC em BH arrasou em em todos os sentidos , a Corrida WRUN Rio de Janeiro qualidade da blusa e estrutura da prova muito legal.Próxima que irei fazer será a CROSS Country na Gruta da lapinha, aproveitando para fazer um programa em família ; enquanto corro marido e filho vão curtir a gruta kkkk.

    ResponderExcluir
  4. É uma pena realmente esse "fenômeno". Mas é algo que os próprios corredores têm direcionado. Muitos eventos gratuitos e com qualidade desaparecem pela atitude de quem faz inscrição e não vai, faz para a família toda só para ganhar um monte de camisetas ou coisa semelhante. Uma cobrança de valor simbólico já bastaria para diminuir bastante a ocorrência e salvar esse tipo de corrida. E a opinião do Adolfo é bastante interessante. Tirar os "mimos" talvez também ajudasse a separar o joio do trigo.

    Durante esse mês de maio, voltei a trocar os treinos por corridas. Quero ver se consigo voltar ao bom caminho durante o junho que está para chegar.

    Parabéns pela excelente postagem e por abordar um assunto dos mais válidos.

    ResponderExcluir
  5. Na realidade são dois problemas:
    - de graça muita gente se inscreve pelo Kit e não corre, ou se inscreve por que é de graça e tb não corre. Se houver um limite de inscrição com certeza acontecerá o descrito no Post
    - muito barato, tipo R$ 10,00 leva ao problema do custo da operação pois precisará de pagar o boleto e os funcionários para cuidar da identificação dos pagamentos. E pode acontecer a mesma coisa, pois dependendo da camiseta é muito barato.

    Sei lá, acredito que a melhor solução seja a do Adolfo, de graça e apenas com chip e numero de peito e medalha no final. Pq sem medalha não é corrida ;-)

    Ou cobrar um preço barato mas não tanto e que seja distribuídas cortesias para atletas carente da região.

    ResponderExcluir