sábado, 23 de junho de 2012

Corrida da Maioridade e Caminhada da Melhor Idade do INSS - BH 18.06.12


Por Luiz Fernando Batman

Aconteceu no dia 17/06 a 2ª Edição da Corrida da Maioridade e Melhor idade do INSS. Em 2011 a corrida teve esse nome pois foi o ano em que o INSS completou 21 anos, sendo feita uma alusão à maioridade. Conversando com algumas organizadoras, elas me disseram que o nome permaneceu o mesmo por já ter se consolidado.

A inscrição para essa prova em 2011 foi a doação de 1kg de alimento não perecível. Em 2012 a inscrição foi a doação de materiais de limpeza ou de higiene pessoal, como: 1 pacote de fralda geriátrica, 10 barras de sabão sólido, 4 litros de água sanitária, entre outros. Isso é um ponto muito positivo, pois além desses produtos serem baratos, ainda mostra que a prova tem a finalidade de ajudar outras pessoas.

A retirada do kit aconteceu nos dias 15 e 16 de junho, na sede da Cruz Vermelha Brasileira, na Alameda Ezequiel Dias. Esse fato foi um ponto positivo por ser um local central, apesar de algumas pessoas terem relatado dificuldade em estacionar. Outro ponto positivo foi a distribuição do kit em dois dias, dando mais opção aos corredores. O kit era composto por um número de peito, uma revista referente ao INSS, um squeeze e a camisa do evento. A camisa era bem simples, o que não vi como um ponto negativo por não participar de provas em busca de camisas bonitinhas.

O SESC estava presente nessa corrida, e as pessoas podiam medir a glicose, medir sua pressão arterial, tirar carteira de identidade e trabalho, o que incentiva a comunidade a participar do evento.
Essa prova teve início na Avenida dos Andradas 3000, próximo a um Shopping novo de BH. O percurso deveria ter 5km, mas algumas pessoas que correm com aparelhos que marcam a distância falaram que tinha 4,5km. A diferença de distância foi relatada em 2011 e 2012.
 

A entrega do chip e a utilização do guarda volumes foram tranquilas, não havendo filas.
Após a largada, os atletas se dirigiram para uma pista de cooper da avenida e o retorno era feito pelo outro lado dessa mesma pista. Isso foi um ponto positivo por não precisar fechar trânsito na área, gerando pouco impacto. Porém no meio do trajeto existia uma elevação (uma espécie de passeio no meio da pista que a atravessa de um lado a outro) onde corredores mais desavisados, e na empolgação da corrida, poderiam não ver e tropeçar, o que poderia acarretar sérios problemas. Mas não fiquei sabendo de nenhum acidente no local, nem em 2011 e nem em 2012.

A prova contou com a premiação dos 3 primeiros colocados masculino e feminino, além de duas categorias de PNE (Portadores de Necessidades Especiais), de Cadeirante e Deficiente Visual. Acredito que poderiam ter colocado outras categorias como de Deficiente Auditivo, Amputados, entre outras.
Largada

Não havia premiação em dinheiro, apenas troféus, porém na premiação feminina vi que as 3 primeiras colocadas receberam um cartão desconto em uma loja que patrocinou o evento. Um outro ponto interessante foi o sorteio de brindes para os atletas como celulares e alguns kit’s.

Outro atrativo da prova foi a categoria caminhada, que sempre atrai pessoas que querem se exercitar como crianças, idosos, famílias, entre outros.
 

O narrador da prova foi Álvaro Damião, que trabalha na Rádio Itatiaia e na TV Alterosa, o que deu mais prestígio à prova. Ele foi bastante simpático com as pessoas que pediam para tirar foto com ele.
Álvaro Damião e Batman

Os banheiros químicos ficaram próximos à largada, porém do outro lado do Rio Arrudas., mas de fácil acesso. Não havia banheiros durante o trajeto, mas como foi uma prova curta, não acho que tenha atrapalhado. Tinha um ponto de distribuição de água, próximo ao retorno, mas também por ser um percurso curto,  não atrapalhou os corredores. No final, água e frutas com bastante fartura.

Uma coisa que me chamou a atenção nessa corrida foi que não havia NENHUMA tenda de assessorias esportivas. Na Pampulha teve outra corrida, que conta com a participação de mais de 5000 atletas, já na Corrida da Maioridade deveria ter no máximo 500 atletas. Acredito que na outra corrida essas assessorias seriam bem mais vistas porém deveriam se lembrar de prestigiar também eventos que contam com a participação um número reduzido de pessoas, já que é um esporte que eles “defendem” e deveriam prestigiar. Deveriam prestigiar pois a comunidade local estaria presente já que tinha atrativos como a tenda do SESC e a caminhada.
Ronan e Valquíria

Agora, um ponto ALTAMENTE NEGATIVO dessa prova, foi a contusão gravíssima de uma amiga nossa de corridas. Pelos relatos que recebi foi devido a um mau preparo e má colocação do tapete de chegada. Não esticaram o tapete de maneira adequada e nossa amiga, em sua chegada, quando deu a famosa “esticada final” o pé dela ficou preso em uma das “orelhas” que ficaram no tapete e ela acabou caindo. Ela sofreu uma fratura no braço e terá que passar por uma cirurgia para a correção dessa fratura. Isso foi um erro imperdoável, pois não deve acontecer de maneira nenhuma. Não sei de qual empresa foi a culpa desse LASTIMÁVEL acontecido, mas que infelizmente sirva de lição para que não ocorra com mais nenhum corredor. Saímos de casa para nos divertir, é um lazer e acaba acontecendo um fato desse nível de gravidade. Pelo menos a ambulância estava próxima e foram feitos os primeiros atendimentos a ela, além de a levarem ao hospital.
Já passei por isso, de sair de casa para um lazer e sofrer uma grave fratura e não é nada agradável, muito pelo contrário, então que o responsável seja apurado pela organização e que seja tomada alguma medida, pois (volto a repetir), é um erro IMPERDOÁVEL e GRAVÍSSIMO! Não somos profissionais e nem vivemos de corrida, temos nossos empregos no dia a dia, então como podemos ficar sem trabalhar devido a um episódio desses? Fica aí a pergunta e a recomendação para a organização!
Essa prova tinha tudo para ser ótima, tanto que os pontos positivos foram muitos porém esse erro grave no final ofuscou o brilho dessa corrida! Não vou colocar nenhuma nota em protesto ao ocorrido citado acima, que me chateou bastante, pois poderia ter ocorrido com qualquer atleta!
Batman e Amigos:
 
  

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Valeu Daniel, obrigado pela oportunidade!

    Luiz Fernando (Batman)

    ResponderExcluir
  2. Essa foi a pior experiência da MINHA VIDA . As empresas contratadas pelo INSS para controlar chip e fazer a apuração LiderChip Cronometragem Eletrônica/Liga Mineira de Atletismo deveriam ser banidas do mundo das corridas. Os irresponsáveis colocaram o tapete de controle do sensor do chip, criminosamente solto ao chão. Quando ao final do percurso, cruzei em alta velocidade a linha de chegada, o tal tapete estava enrugado, sem a grade por baixo, formou "orelhas"; passei o primeiro pé, encaixei o segundo em uma das tais orelhas e cai.
    Foi como se alguém tivesse segurado o meu pé na hora da troca do trote. Na queda arrastei o tapete, que ficou preso ao meu pé, com atletas em cima. Em 1991 passei por uma cirurgia de clipagem de aneurisma cerebral, tenho pequenos afundamentos na caixa craniana que no momento da queda, por instinto, graças a Deus consegui proteger com a mão direita. Infelizmente o braço esquerdo não tive como resguardá-lo. Fui atendida pela ambulância de plantão. Constatada a seriedade do acidente, fui encaminhada, por outra ambulância, para o SMU do IPSEMG, Quebrei o antebraço e houve desvio grave da mão. No dia 20 de junho, tive uma intervenção cirúrgica, que durou três horas e meia e com anestesia de bloqueio. Quem já passou por ela sabe o quanto é complicada e dolorosa. Houve colocação de uma placa em "T" e fixação de 08 parafusos e dois fios. Estou em uso de dois tipos de antibióticos, para prevenir infecção hospitalar, pois a exposição da abertura cirúrgica foi muito longa, tenho tomado medicação para dor, inclusive a base de morfina por que a dor ainda é muito intensa. E estou pensando seriamente em mover um processo contra os responsáveis pela minha atual situação: 90 dias de afastamento de qualquer atividade. Sendo autônoma, não posso ter este privilégio.
    Agradeço aos amigos pela solidariedade manifestada. Um abraço fraterno a todos.
    Valquiria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força Valquíria! Imagino o quão ruim está sendo sua situação!
      Avante Sempre!
      Força!

      Luiz Fernando (Batman)

      Excluir
  3. Parabéns pela corrida e postagem, Batman! Ano passado faltei a essa corrida p ir na Pentecostes em Divinópolis. Este ano fiz o mesmo. Mas ano q vem quero participar, apesar dos pesares.

    Qto ao caso da Valquíria, acho q ela deveria ter todas as despesas médicas pagas pelos responsáveis pelo mau posicionamento do tapete.
    Estou torcendo para que se recupere sem maiores sequelas e volte a correr logo!

    ResponderExcluir
  4. Isto aí Batman como sempre brilhando kkkkk

    ResponderExcluir